jusbrasil.com.br
24 de Maio de 2017
    Adicione tópicos

    Museu da Justiça -CCPJ tem programação especial com homenagens às mulheres até o fim do mês

    No mês dedicado as homenagens à mulher, que teve no último dia 8 a data comemorada internacionalmente, o Museu da Justiça - Centro Cultural do Poder Judiciário (CCPJ-Rio) programou, para até o final do mês, concertos de música, filmes seguidos de debate e leituras dramatizadas. Com o objetivo de fazer uma reflexão sobre a participação da mulher na sociedade, os eventos são realizados às terças, quartas e quintas-feiras, na Sala Multiuso do Antigo Palácio da Justiça, na Rua Dom Manuel, 29, centro do Rio de Janeiro (atrás do Fórum). A entrada é franca e a distribuição de senhas é feita às 18h30.

    O programa “Música no Palácio” recebe a cantora e atriz Sara Bentes, que tem no currículo participações em festivais de arte nos Estados Unidos, Inglaterra, Itália, Tailândia e Argentina. Em 2012, a cantora lançou o CD infantil intitulado “Faz Sempre Sol”, e em 2015 foi a vez do primeiro CD solo. Ela integra o projeto Teatro Cego. Na literatura, Sara é autora dos livros “Fotografias Poéticas de um Olhar Viajante”, pelo Clube de Autores, e de uma obra de crônicas, “Quando Botei a Boca no Mundo”.

    Já o “Cinema no Palácio” vai apresentar na próxima quarta-feira, dia 22, o filme “Cinco Graças”, que conta a história das jovens irmãs órfãs que tentam resistir aos limites impostos por uma sociedade repressora. O debate após a projeção será conduzido pela juíza Adriana Ramos de Mello, titular do I Juizado de Violência Doméstica e Familiar contra a Mulher.

    Na quinta-feira, 23, às 19h, será realizada a leitura dramatizada de “Por Elas”. Inspirada em casos reais, a peça escrita pelo advogado e dramaturgo Ricardo Leite Lopes e pela diretora do espetáculo Sílvia Monte, aborda a realidade de mulheres que sofrem violência na relação com seus parceiros e as dificuldades psíquicas, jurídicas, familiares, sociais e culturais encontradas para conseguirem romper o “ciclo da violência”. O elenco reúne as atrizes Amanda Grimaldi Lerias, Dulce Penna, Flávia Botelho, Laura Nielsen, Rosana Prazeres, Rose Abdallah, Sara-Hana e o ator Lucas Gouvêa, que interpreta os diversos personagens masculinos.

    Por Elas” é uma peça inédita oriunda do programa “Teatro na Justiça”. Com grande sucesso de público, o texto já teve apresentações sob a forma de leitura dramatizada na Sala Multiuso em diferentes ocasiões, em novembro e dezembro de 2016 e em janeiro de 2017. A peça deverá ser montada ainda esse ano.

    O Museu da Justiça deu início também neste mês à visita intitulada “Da Pedra ao Palácio”, mediada por educadores que, de forma lúdica, fazem a exploração da história, da arquitetura e da função dos espaços do Antigo Palácio da Justiça, inaugurado em 1926. O visitante é incentivado a refletir sobre a construção do pensamento do Direito – “da justiça da pedra à justiça do Direito”. De espaço em espaço, a proposta lúdica é fazer a pedra ser esculpida de maneira coletiva através de jogos apresentados pelos mediadores, que estimulam a reflexão sobre o significado da Justiça e da sua importância na vida em sociedade. Nesta semana as visitas serão apresentadas na terça-feira, dia 21, na quinta-feira, 23, e no sábado, 25. Para participar, o visitante deve chegar 15 minutos antes do início da sessão e requisitar uma senha de identificação. As visitas também podem ser agendadas para escolas e outros grupos pelos telefones: 3133-3366 / 3133-3368.

    Programação especial em homenagem à mulher

    Segunda Semana

    “Música no Palácio”- Concertos de Câmara – Homenagem às mulheres

    terça-Feira, 19h

    21/3 - Sara Bentes, voz, acompanhada ao piano por Luiz Otávio - Programa: obras autorais

    “Cinema no Palácio”projeções de filmes, seguidos de debate;

    Quarta-feira, às 19h - 22/3– “Cinco Graças”

    Debatedora: juíza Adriana Ramos - Titular do I Juizado de Violência Doméstica e Familiar contra a Mulher

    Teatro na Justiça “Por Elas”

    Quinta-feira, 23/3, às 19h

    Leitura dramatizada da peça inédita de Ricardo Leite Lopes e Sílvia Monte. Elenco: Amanda Grimaldi Lerias, Flavia Botelho, Dulce Penna, Laura Nielsen, Rosana Prazeres, Rose Abdallah, Sara-Hana e Lucas Gouvêa.

    Direção: Sílvia Monte

    Toda a programação tem entrada gratuita, com distribuição de senhas às 18h30.

    Antigo Palácio da Justiça / Sala Multiuso

    Rua Dom Manuel, 29, Térreo, Centro, Rio de Janeiro-RJ

    Telefones: 55 21 3133-3366 / 3133-3368

    Realização: Tribunal de Justiça do Estado do Rio de Janeiro

    Museu da Justiça - Centro Cultural do Poder Judiciário do Estado do Rio de Janeiro

    Fonte: Museu da Justiça - CCPJ

    Órgão colegiado constituído de juízes de segunda instância, denominados "desembargadores". Em 1751, foi criado o Tribunal da Relação do Rio de Janeiro, tendo por jurisdição todo o território ao sul da colônia, compreendendo inicialmente treze comarcas. Tinha ao todo dez desembargadores, sendo presidida pelo governador da capitania, valendo mencionar que, em 1763, a sede do Governo-Geral é transferida de Salvador para o Rio de Janeiro.
    Disponível em: http://tj-rj.jusbrasil.com.br/noticias/440205288/museu-da-justica-ccpj-tem-programacao-especial-com-homenagens-as-mulheres-ate-o-fim-do-mes

    0 Comentários

    Faça um comentário construtivo para esse documento.

    Não use muitas letras maiúsculas, isso denota "GRITAR" ;)