jusbrasil.com.br
28 de Janeiro de 2022
2º Grau
Entre no Jusbrasil para imprimir o conteúdo do Jusbrasil

Acesse: https://www.jusbrasil.com.br/cadastro

Tribunal de Justiça do Rio de Janeiro TJ-RJ - APELAÇÃO : APL 0018784-68.2015.8.19.0204

Detalhes da Jurisprudência
Órgão Julgador
DÉCIMA PRIMEIRA CÂMARA CÍVEL
Partes
AUTOR: CESAR AUGUSTO DOS SANTOS SILVA, RÉU: EXPRESSO PÉGASO LTDA
Publicação
01/09/2020
Julgamento
26 de Agosto de 2020
Relator
Des(a). FERNANDO CERQUEIRA CHAGAS
Documentos anexos
Inteiro TeorTJ-RJ_APL_00187846820158190204_d3504.pdf
Entre no Jusbrasil para imprimir o conteúdo do Jusbrasil

Acesse: https://www.jusbrasil.com.br/cadastro

Ementa

APELAÇÃO CÍVEL. INDENIZATÓRIA. SENTENÇA DE IMPROCEDÊNCIA. IRRESIGNAÇÃO DO DEMANDANTE.

1. O autor relata que, no dia 11/03/2015, quando subia em um coletivo de propriedade da empresa ré (linha 790 ¿ CAMPO GRANDE - CASCADURA), foi surpreendido por uma atitude imperita do condutor do veículo que, ao arrancar de forma abrupta, fez com que ele se desequilibrasse e caísse em plena via expressa e, ato contínuo o coletivo passou com as rodas pela sua bacia, lhe causando sérias lesões.
2. Extrai-se do conjunto probatório que o demandante tentou embarcar no coletivo da ré, todavia, ele estava lotado.
3. Ademais, não se pode aferir, pela narrativa do informante na audiência, que a porta do ônibus estava aberta e foi fechada abruptamente no momento do acidente.
4. Ao contrário, o depoente, ao que tudo indica amigo do autor, ressaltou que ¿o motorista só parava para desembarque, e não para embarque.¿ 5. Sob outro prisma, o preposto da ré, na delegacia, disse que, após passageiros desembarcarem e embarcarem do ônibus, ele fechou as portas do veículo e começou a sair, em baixa velocidade, do recuo do ponto. 6. Outrossim, salientou que alguns passageiros lhe disseram que CESAR AUGUSTO veio correndo em direção ao ônibus e se chocou de encontro à porta do veículo. 7. Nesta linha intelectiva, forçoso reconhecer que, diante do conjunto probatório, o acidente decorreu de ato do próprio demandante. SENTENÇA QUE SE MANTÉM. RECURSO AO QUAL SE NEGA PROVIMENTO.
Disponível em: https://tj-rj.jusbrasil.com.br/jurisprudencia/933787267/apelacao-apl-187846820158190204