jusbrasil.com.br
18 de Maio de 2022
  • 2º Grau
Entre no Jusbrasil para imprimir o conteúdo do Jusbrasil

Acesse: https://www.jusbrasil.com.br/cadastro

Tribunal de Justiça do Rio de Janeiro TJ-RJ - APELAÇÃO: APL 0006947-59.2015.8.19.0028

Detalhes da Jurisprudência
Órgão Julgador
DÉCIMA OITAVA CÂMARA CÍVEL
Julgamento
5 de Fevereiro de 2020
Relator
Des(a). CARLOS EDUARDO DA ROSA DA FONSECA PASSOS
Documentos anexos
Inteiro TeorTJ-RJ_APL_00069475920158190028_92272.pdf
Entre no Jusbrasil para imprimir o conteúdo do Jusbrasil

Acesse: https://www.jusbrasil.com.br/cadastro

Ementa

APELAÇÃO CÍVEL. IMPUTAÇÃO DE INFRAÇÃO DE TRÂNSITO A PROPRIETÁRIO DE VEÍCULO ACAUTELADO EM PÁTIO LEGAL.

Condenação do Detran à baixa do nome do demandante no registro do veículo e cancelamento das penalidades aplicadas após sua apreensão. Primeiro recurso da autarquia. Impugnação restrita à ilegitimidade passiva. Alegação de que o DER-RJ aplicou a única penalidade posterior à apreensão. Irrelevância. Prova nos autos de que o infrator teve acesso ao depósito, podendo reiterar a utilização indevida. Obrigação de cancelamento que subsiste quanto às penalidades porventura aplicadas pelo próprio Detran até a baixa do nome do demandante no registro do veículo. Segundo recurso do proprietário do veículo. Pretensão indenizatória por dano moral direcionada ao Detran. Improcedência escorreita. Imputação da infração viabilizada pelo depositário do veículo, permissionário da Guarda Municipal de Macaé, sem vínculo contratual com a autarquia. Recursos desprovidos.
Disponível em: https://tj-rj.jusbrasil.com.br/jurisprudencia/808608447/apelacao-apl-69475920158190028

Informações relacionadas

Tribunal de Justiça do Distrito Federal e Territórios TJ-DF - Apelação Cível: APC 20110110625526