jusbrasil.com.br
20 de Maio de 2022
  • 2º Grau
Entre no Jusbrasil para imprimir o conteúdo do Jusbrasil

Acesse: https://www.jusbrasil.com.br/cadastro

Tribunal de Justiça do Rio de Janeiro TJ-RJ - APELAÇÃO: APL 0039794-59.2015.8.19.0208

Detalhes da Jurisprudência
Órgão Julgador
VIGÉSIMA SEGUNDA CÂMARA CÍVEL
Julgamento
17 de Setembro de 2019
Relator
Des(a). ROGÉRIO DE OLIVEIRA SOUZA
Documentos anexos
Inteiro TeorTJ-RJ_APL_00397945920158190208_8b42a.pdf
Entre no Jusbrasil para imprimir o conteúdo do Jusbrasil

Acesse: https://www.jusbrasil.com.br/cadastro

Ementa

APELAÇÕES CÍVEIS. CONDOMÍNIO. OBRIGAÇÃO DE FAZER. VIZINHOS. CONSTRUÇÃO IRREGULAR. GARAGEM E PORTA EM ÁREA COMUM. COLOCAÇÃO DE ESTRUTURA PERMANENTE EM FRENTE À JANELA DO CONDÔMINO. USO DE ÁREA COMUM EM PREJUÍZO DE UM DOS CONDÔMINOS. IMPOSSIBILIDADE. USO QUE SE ESTENDE POR ANOS. RETIRADA DOS ANDAIMES. MAJORAÇÃO DA VERBA HONORÁRIA. RECURSO PREJUDICADO.

Ausência de prova de que a construção de garagem no imóvel vizinho e instalação da porta de acesso à área comum tenham sido recentes. Construções que são acessórias de imóvel há anos e se convalesceram pelo decurso de tempo. Pretensão de suprimir porta que equivale a obstar acesso do vizinho à área de uso comum. Andaimes construídos de forma definitiva que devem ser retirados, porquanto restringem o uso da copropriedade. Prejudicado o exame da majoração dos honorários fixados na sentença, porquanto alterada a sucumbência. Prejudicado o 1º recurso (Centro de Estudos da Defensoria) e parcial provimento do 2º recurso (réu).
Disponível em: https://tj-rj.jusbrasil.com.br/jurisprudencia/759757917/apelacao-apl-397945920158190208

Informações relacionadas

Tribunal de Justiça do Rio Grande do Sul
Jurisprudênciahá 3 anos

Tribunal de Justiça do Rio Grande do Sul TJ-RS - Recurso Cível: 71008263188 RS

Tribunal de Justiça de São Paulo
Jurisprudênciahá 2 anos

Tribunal de Justiça de São Paulo TJ-SP - Apelação Cível: AC 1000128-81.2018.8.26.0451 SP 1000128-81.2018.8.26.0451

Tribunal de Justiça do Rio Grande do Sul
Jurisprudênciahá 36 anos

Tribunal de Justiça do Rio Grande do Sul TJ-RS - Apelação Cível: AC 585049778 RS