jusbrasil.com.br
26 de Junho de 2022
  • 2º Grau
Entre no Jusbrasil para imprimir o conteúdo do Jusbrasil

Acesse: https://www.jusbrasil.com.br/cadastro

Tribunal de Justiça do Rio de Janeiro TJ-RJ - APELAÇÃO: APL 0010040-05.2018.8.19.0067

Detalhes da Jurisprudência

Órgão Julgador

DÉCIMA QUARTA CÂMARA CÍVEL

Partes

AUTOR: LIGHT SERVICOS DE ELETRICIDADE S A, RÉU: REGINA CÉLIA DA CONCEIÇÃO LUIZ

Publicação

29/04/2021

Julgamento

28 de Abril de 2021

Relator

Des(a). CLEBER GHELFENSTEIN

Documentos anexos

Inteiro TeorTJ-RJ_APL_00100400520188190067_6be36.pdf
Entre no Jusbrasil para imprimir o conteúdo do Jusbrasil

Acesse: https://www.jusbrasil.com.br/cadastro

Ementa

CONSUMIDOR. AÇÃO DE CUMPRIMENTO DE OBRIGAÇÕES DE FAZER E DE NÃO FAZER C/C COMPENSATÓRIA POR DANO MORAL. LIGHT. CONCESSIONÁRIA PRESTADORA DO SERVIÇO PÚBLICO DE FORNECIMENTO DE ENERGIA ELÉTRICA. ALEGAÇÃO DE COBRANÇA INDEVIDA COM BASE EM CONSUMO EXCESSIVO E POSTERIOR SUSPENSÃO DO SERVIÇO. PARCIAL PROCEDÊNCIA. APELO DA CONCESSIONÁRIA RÉ BUSCANDO REFORMAR INTEGRALMENTE O JULGADO COM A CONSEQUENTE IMPROCEDÊNCIA DOS PEDIDOS AUTORAIS. AUSÊNCIA DE COMPROVAÇÃO DA ALEGADA REGULARIDADE NA MEDIÇÃO DE SUPOSTO CONSUMO EXCESSIVO DA UNIDADE RESIDENCIAL DA PARTE AUTORA. DANO MORAL CARACTERIZADO PELA SUSPENSÃO DO SERVIÇO POR SEMANAS. FIXAÇÃO EM R$ 8.000,00 (OITO MIL REAIS) QUE REVELA EQUILÍBRIO, PROPORCIONALIDADE E RAZOABILIDADE. DESPROVIMENTO.

Na espécie, a concessionária ré não comprovou a regularidade na medição do inflado consumo imputado à parte autora relativa aos meses reclamados, circunstância que ensejou a determinação de refaturamento das respectivas contas. A cobrança indevida, exacerbada, perpetrada pela concessionária ré, que culminou com a suspensão da prestação do serviço público de fornecimento de energia elétrica por semanas, gerou dano moral in re ipsa passível de compensação pecuniária. Neste particular, entendo que o valor fixado pelo juízo sentenciante em R$ 8.000,00 (oito mil reais) revela equilíbrio, proporcionalidade, razoabilidade e consonância com precedentes desta Corte de Justiça. Desprovimento. Majoração da verba honorária advocatícia sucumbencial em sede recursal.
Disponível em: https://tj-rj.jusbrasil.com.br/jurisprudencia/1204685794/apelacao-apl-100400520188190067

Informações relacionadas

Tribunal de Justiça do Rio de Janeiro
Jurisprudênciahá 12 anos

Tribunal de Justiça do Rio de Janeiro TJ-RJ - APELAÇÃO: APL 0180657-85.2007.8.19.0001 RIO DE JANEIRO CAPITAL 47 VARA CIVEL

Tribunal de Justiça do Rio de Janeiro
Jurisprudênciahá 2 anos

Tribunal de Justiça do Rio de Janeiro TJ-RJ - APELAÇÃO: APL 0392172-55.2015.8.19.0001

Tribunal de Justiça do Rio de Janeiro
Jurisprudênciahá 10 meses

Tribunal de Justiça do Rio de Janeiro TJ-RJ - APELAÇÃO: APL 0035125-05.2016.8.19.0021

Tribunal de Justiça de Minas Gerais
Jurisprudênciaano passado

Tribunal de Justiça de Minas Gerais TJ-MG - Apelação Criminal: APR 1148374-70.2016.8.13.0024 Belo Horizonte

Tribunal de Justiça do Rio de Janeiro
Jurisprudênciahá 4 anos

Tribunal de Justiça do Rio de Janeiro TJ-RJ - APELAÇÃO: APL 0007523-45.2011.8.19.0205 RIO DE JANEIRO CAMPO GRANDE REGIONAL 2 VARA CIVEL